EXISTE ALGUÉM AÍ?

by Wander Wildner

/
  • Streaming + Download

    Includes unlimited streaming via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.
    Purchasable with gift card

      $9 USD  or more

     

1.
RÉQUIEM PARA UMA CIDADE chove chove chove chove chove todas as minhas roupas estão molhadas meus dois pares de tenis enxarcados o meu guarda chuva tá quebrado minha capa de nylon tá rasgada chove chove chove chove chove as ruas estão todas alagadas os bueiros estão todos entupidos, o riacho ipiranga transbordando o meu barco tá adernando chove chove chove chove chove tô me sentindo um sapo na beira do rio e quando o sapo canta menina é porque tá com frio chove chove chove chove chove o sol nunca mais apareceu
2.
NAQUELA NOITE ELA CHOROU naquela noite ela chorou chorou a noite toda chorou por tudo aquilo que sonhou por todas as coisas que imaginou ela viu tudo se esvair viu tudo escorrer por entre os dedos ela não estava sozinha naquela noite outras pessoas também choravam a mesma dor todos viram a democracia acontecer mas com um resultado devastador ela percebeu que a maioria não queria o que ela queria ela percebeu que a maioria não via o que ela via naquela noite ela chorou chorou a noite toda chorou por tudo aquilo que sonhou por todas as coisas que imaginou ela viu tudo se esvair viu tudo escorrer por entre os dedos
3.
NUMA ILHA QUALQUER ele se esquece dos sonhos quando acorda e é por isso que ele sonha acordado sonha com ela o tempo inteiro juntos mesmo separados por um oceano a milhas e milhas distantes daqui ele leva ela dentro de si com voce eu viveria numa ilha deserta numa ilha qualquer ele planeja uma aventura com ela que pode ser prá lugar nenhum pode ser prá dentro de si mesmos algo lá no fundo diz que é possivel uma parceria profundamente leve intensamente prazeirosa com voce eu viveria numa ilha deserta numa ilha qualquer
4.
UMA ANGUSTIA PRESA NA GARGANTA ela quer respirar mas não consegue porque ela tem uma angustia presa na garganta presa na garganta foram muitos anos de amargura foi muito grande a solidão ela passou por maus pocados que arrebentaram o seu coração ela quer respirar mas não consegue porque ela tem uma angustia presa na garganta presa na garganta mas agora ela vai se rebelar vai sair correndo pela redenção vai cumprir com seus propósitos vai dar vida nova pro seu coração ela quer respirar mas não consegue porque ela tem uma angustia presa na garganta presa na garganta
5.
SUA PRÓPRIA COMPANHIA ele fica o dia todo, todos os dias sentado em frente aquele prédio na avenida ele fala o tempo inteiro, todo dia palavras que eu não compreendo mas queria já pensei em colocar um microfone prá gravar o que ele diz, saber seu nome porque um homem fica só consigo mesmo o tempo inteiro sem precisar de companhia não poder ou não querer ter um alguém prá dividir suas angustias e alegrias será que ele vai ouvir o que eu digo será que ele vai querer falar comigo a euforia de falar o tempo inteiro todo dia coisas que eu não imagino se passar pela cabeça desse homem que só vive o dia inteiro conversando com ele sendo a sua própria companhia falando com ele mesmo todo dia já pensei em colocar um microfone prá gravar o que ele diz, saber seu nome será que ele vai ouvir o que eu digo será que ele vai querer falar comigo
6.
CEM POR CENTO saiu de casa numa noite fria levou poucas coisas dentro da mochila alguns sonhos despedaçados e muitas coisas que ela não sabia porque sua vida merecia ser bem melhor que a da sua tia e tudo então foi ficando prá trás até as coisas que sabia demais que sabia demais, que sabia demais tinha perdido tempo com besteiras e convivido com alguns babacas mas estava pronta prá descobrir as muitas coisas que lhe faltava agora ela segue pelo seu caminho levando em conta seus sentimentos conversando consigo mesma vivendo cem por cento cada momento
7.
PLANTAR, COLHER E DEPOIS DANÇAR ei voce aí parado eu te pergunto como está essa vida mais ou menos que voce insiste em levar saiba que existem outras possibilidades prá viver não vai ter o que fazer depois que o tempo passar melhor então aproveitar as decisões devem ser tomadas não adinta deixar prá lá agora é a hora de fazer plantar, colher e depois dançar pensar em coisas bem bacanas se alimentar de comidas orgânicas não vai ter o que fazer depois que o tempo passar melhor então aproveitar
8.
ELA É UMA PHOENIX ela está presa, acorrentada mas mesmo assim consegue ir até orienenplatz ela consegue subir numa grande árvore e lá do alto ela grita com toda a sua força ela diz o porque de estar ali grita contra todas injustiças sociais contra os abusos cometidos pela humanidade kreuzberg é sua terra, kreuzberg é a terra de todos todos que se excluíram ou foram excluídos ela está presa, acorrentada por uma sociedade cega de tanto ver tv mas ela sabe que suas pernas, roxas de frio e de dor ainda sustentam sua dignidade, pois ela tem muita força ela é uma phoenix e no escuro da última noite ela se desprende de tudo e alça voo nos céus de berlin, pois ela agora está livre ela é uma phoenix e no seu voo tambem leva junto todos que ainda estão presos todos que ainda resistem, todos que ainda lutam ela é uma phoenix gritem contra todas injustiças sociais contra os abusos cometidos pela humanidade
9.
SOBREVOANDO AS RUAS DA CIDADE eu vou continuar sobrevoando as ruas da cidade pode estar chovendo ou um calor senegalês derretendo antigas bases e deslizando em cima de voces eu vou continuar sobrevoando as ruas da cidade de olho no futuro que está aqui do meu lado vertendo numa cachoeira e mandando tudo pro espaço eu vou continuar sobrevoando as ruas da cidade quando a noite chega a imensa lua brilha no oceano eu risco pelos ares na minha moto voadora sobrevoando o continente no sentido além mar sempre altivo e garboso com alegria majestosa ficando bem próximo dos amigos que já foram momentos mágicos subvertem a ordem estabelecida eu vou continuar sobrevoando as ruas da cidade
10.
Saudade 05:46
SAUDADE ah ah ah ah que saudade o vento sopra em seus cabelos ah ah ah ah que saudade por entre espelhos eu me vejo o tempo vai, o tempo vem e tudo volta pro começo ah ah ah ah que saudade sinto saudades do seu jeito ah ah ah ah que saudade um fogo queima no meu peito o tempo vai, o tempo vem e tudo volta pro começo ah ah ah ah que saudade ainda sinto aquele beijo ah ah ah ah que saudade eu tenho um último desejo o tempo vai, o tempo vem e tudo volta pro começo ah ah ah ah que saudade eu tenho um último desejo ah ah ah ah que saudade que tudo volte pro começo!

about

WANDER WILDNER DOES THE MAGIC OF REINVENTION ONCE AGAIN IN “IS THERE ANYONE THERE?”
Attentive ears: there's a new album by Wander Wildner in the square. Is There Anyone There? it is his eighth solo album that arrives, as with his previous works, very different from his predecessor, Mokochinchi Folksom. These strangeness and musical turning points in Wander's career are the daring of a restless artist who always knew it was time to turn things around and reinvent himself based on his own trajectory. They are also movements that do not dispense with the essence of Wander's musical work since he started with Replicantes, more than 30 years ago, at the same time that they incorporate new musical experiences to which the artist exposes himself without shame, absorbing these new contacts, virtual or real elements necessary for this eternal recreation. As the I Ching, the ancient Chinese oracle of mutations, teaches, everything is constantly changing. It is an organic issue. All this that seems more rhetorical than praxis applies to Is There Anyone There?
True to the Pinkfloydian referential title (“is there anybody out there?”), Is there anyone there? presents 10 new songs that for the most part are favored by dark tones starting from the literal and sonically stormy Réquiem Para Uma Cidade, which opens the new album. This musical and poetic atmosphere of realizing the inevitability of uncertain existential frustrations continues in That Night She Cried, which extends through Anguish Trapped in the Throat and Saudade. The dense sounds of the raw instrumental bases and at the same time loaded with dynamics and intentions very well elaborated, accentuate the general idea of ​​Is Someone There? But Wander fans don't need to be scared: the guy who coined romantic hymns like Drinking Wine or I Have A Written T-Shirt I Love You has not abandoned his primary influences. While the ears get used to the ripped sounds of these songs that border a post-existentialism through the 21st century perspective, Wander also offers us the chance to dream in the verses and melodies of other new and beautiful songs such as Numa Island, Plantar, Colher and Then Dance and She's a Phoenix.
Is There Anyone There? it is yet another successful exercise in artistic creation in its own right and a vigorous reinvention of the usual ritual of Wander Wildner, which has always been that of not marking a step, but rather looking for new directions to follow, daring, taking risks like those who walk the rope tightrope without protection net. While reinventing himself and changing his skin once again, on his eighth solo album, Wander keeps intact the pathos that make him (and, consequently, his work) one of the few names that can make rock still feel in time. musically liquefied.
JIMI JOE
PORTO ALEGRE, SUMMER 2015

credits

released March 2, 2015

Fora da Lei 2015
WANDER WILDNER productor, guitar and voice / acoustic guitar in 10
GUSTAVO CHAISE bass / guitar in 5 e 6
CESAR CASTRO drums
JIMI JOE guitar in 2 e 10, e mandolin in 4
ARTHUR DE FARIA mágic keyboards in 1, 3, 8, 9 e 10
MAURICIO CHAISE guitar in 9
FLAVIO FLU SANTOS mágic keyboards in 7
RUST COSTA keyboards in 4
THOMAS DREHER recordi and master
ALVARO ALENCAR mix
RAONI ANDRADE ediction
ELOAR GUAZZELLI art
FERNANDA CHEMALE photos
BETO ZAMBONATO style
BD DIVULGAÇÃO
Record and Masterized in Porto Alegre
Edited in Rio de Janeiro
Mixed in Nova York
Label Fora da Lei
wanderwildner.com.br

license

all rights reserved

tags

about

Wander Wildner Brazil

Mandatory entry of the virtual encyclopedia of Brazilian rock since the time he was the vocalist of the band Os Replicantes in the 80s, Wander Wildner debuted his solo career in 1996 with the album Baladas Sangrentas, recorded by his friend and legendary producer Tom Capone. Virtual Show Contact +5542999081000 ... more

contact / help

Contact Wander Wildner

Streaming and
Download help

Report this album or account

If you like Wander Wildner, you may also like: